jump to navigation

Aderi ao WordPress março 29, 2007

Posted by wikibr in Perguntas, Quem Esplica, Respostas.
trackback

https://i2.wp.com/wikibr.wordpress.com/wp-admin/images/wordpress-logo.png

Depois de anos no  Blooger/Blogspot/Google, na verdade foram 4 (quatro anos), desisti e criei uma conta no  WordPress, sei pouco sobre o tema principalmente html, plugin´s, e coisa e tal por isso, assim como você vou buscar ajuda na Net, para otimizar minha Página e colaborar com aqueles com o mesmo problema de informação , e a cada dica ou resposta agradecer o Autor com um Post e Link indicando seu Blog/Site, para a Comunidade WordPress Brasil.

Primeiras Dez Perguntas:

Interativa

O que é um blog ou weblog ? Como fazer/criar um blog ? Quer se tornar blogueiro ?

De 001 a 010 Quem Responde alguma ? no comentário ou no Email blogcampeao@gmail.com, assim como perguntas a serem realizadas.

1º. Como Obter Domínio Personalizado Tipo.

www.(meublog).com.br

2º. Como Adicionar Ferramentas na Barra lateral e´Posts.

3º. Como Criar e Colocar um Logotipo no Topo do Blogger, como também um Banner para divulgação.

4º. Como colocar javascrips ? tipo Adicionar pagina principal, favoritos e contados de visitas on line ? ou não pode ?

5º Qual a diferença entre WordPress.com e wordpress.org ?

6º. Quem Leva vantagem na briga Blogger x WordPress ?

7º. Como divulgar o meu blog ?

8º. Como incluir um calendário no meu blog ?

9º. Trackbacks, Pingbacks, Refbacks e Linkbacks, o que são e como usá-los?

10º. Como faço para entrar em redes socias ?

Comentários»

1. wikibr - março 29, 2007

Deixe um comentário aqui e ganhe um Link na minha Lista

2. ML - março 29, 2007

Resposta à pergunta nº5:

O WordPress surgiu como um sistema, o qual o interessado em usá-lo baixava e instalava em seu próprio servidor. Este, o mais comum, está no WordPress.org. Vendo o filão que perdiam para outros serviços gratuitos, resolveram criar uma versão “serviço” do WordPress, onde o único trabalho do aspirante a escritor é preencher um formulário e começar a escrever. Este, mais recente, é o WordPress.com. Algumas diferenças, evidente, existem entre os dois, e pretendo, neste artigo, mostrá-las.

Antes de tudo, começar a postar num WordPress.com (chamaremos neste artigo simplesmente de serviço) é muito mais fácil que no WordPress.org (sistema). Toda a parte de instalação e configuração é inexistente, e gastos com hospedagem e domínio não existem. Um ponto para o serviço.

Como dito acima, no serviço não há taxas a serem pagas. Porém, isso tem alguns efeitos colaterais não muito bons… O endereço do blog é padronizado: http://seu_login.wordpress.com/. Simples, fácil de lembrar, mas ruim se comparado com uma URL própria. Além disso, não pagando um servidor, você não tem os benefícios que o mesmo provê, como acesso a FTP, por exemplo. No .com, ele não existe (mais informações). É possível fazer upload de arquivos, durante a postagem, tal qual no sistema. Plugins? até existem, mas são os que o serviço disponibiliza. Se quiser usar algum, o caminho para conseguir tal feito é complicado: envie a sugestão para a administração do serviço, e eles analisarão a proposta. Se julgarem ser o plugin benéfico à maioria, o mesmo é implementado (mais informações). Ainda sobre o fato de não existir acesso via FTP, isso implica na impossibilidade de se usar temas personalizados, mas sobre isso disserto mais abaixo.

No sistema, temos a área Links, que no serviço, foi renomeada para Bookmarks. Ambas são bem parecidas, e se destinam a criar uma lista de blogs ou sites na coluna lateral do blog. A diferença é que no sistema é possível criar várias listas, enquanto no serviço, só uma, a clássica Blogroll. Outra diferença é no tocante aos Plugins, que como já mencionado, não existem no serviço, tanto que nem há link para essa área no menu. Nele, é possível instalar widgets na barra lateral. Acessíveis através da área Presentation, item Sidebar Widgets. Ali há vários boxes para adicionar à barra lateral, num sistema AJAX muito interessante, no estilo drag’n drop. Interessante, porém limitado se comparado com a vasta oferta de plugins que o sistema tem.

Ainda na área Presentation, falemos dos temas no serviço. Já foi mencionado que não é possível ter acesso via FTP ao blog, o que, conseqüentemente, retirar a possibilidade de incluir novos temas. Mais que isso, no serviço não é permitido sequer editar os temas, ou seja, nada de Theme Editor, presente no sistema, e que dá a opção de editar os temas diretamente do painel administrativo do blog. Em contrapartida, o serviço oferece, prontos para serem usados, trinta e três temas. É só escolher, clicar, e pronto, seu blog está de cara nova. Facilidade em detrimento da liberdade… Há quem prefira, enfim.

Por fim, o serviço traz um sistema de estatísticas, tanto de acesso (Blog Stats), quanto dos feeds (Feed Stats), muito interessante, acessível através da área Dashboard.

Basicamente, são essas as diferenças entre o sistema WordPress, e o serviço WordPress. Como é facilmente notável, o sistema é infinitamente mais robusto, flexível e personalizável. Já o serviço tem como principal apelo a facilidade de criação, e o fato de ser completamente gratuito. Coloque tudo na balança, e veja qual compensa mais. Independente da escolha, o mais importante, que é o excelente WordPress, está presente em ambos.

ARTIGO RETIRADO DE http://www.blogajuda,com.br

Mário Lopes – Portugal
http://www.prontualidade.wordpress.com

3. Resposta Nº005 « Wiki Blog Brasil - março 30, 2007

[…] Resposta Nº005 Março 30, 2007 Posted by wikibr in Respostas. trackback Resposta à pergunta nº5 […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: